20090721

Culpa da Culpa

Após refletir sobre como uma bebê que dorme a noite toda de repente começa a acordar a noite toda cheguei a conclusão que a culpa é toda minha.

Erro 1. Falta de consistência -Seguia a filosofia de treinamento para dormir da Plunket (farei um post sobre tipos de treinamentos) e após ler o livro da encantadora de bebês resolvi mudar de método.

Erro 2. CULPA - Já estava começando a ficar ruim quando viajamos por um mês para o Brasil para ficar cada duas semanas na casa de uma avó. A Sandra estranhou muito o novo ambiente, sofreu com o fuso, o barulho etc. Resumindo, não dormia. Eu muito culpada por tê-la colocado nessa situação fazia tudo que queria tentando facilitar as coisas pra ela.

As histórias de nenês com vontades mais esquisitas começam assim. A mãe com culpa.
Uma amiga me contou que a única coisa que o bebê dela comia de madrugada era mingau de farinha láctea com o leite dela. Imagine-se de madruga tirando leite e fazendo mingau. Essa mesma amiga não queria esta gravidez e depois que o nenê nasceu ela se arrependeu de um dia ter pensado que não queria.

Agora que ela sarou da dor de ouvido quero começar a colocá-la na rotina de novo, mas ainda não sei como. Ainda estou sofrendo de culpa e não sei se consigo deixá-la chorando.

PS> Plunket: http://www.plunket.org.nz/your-child

4 comentários:

  1. Acho que a culpa persegue as mães... Me sinto culpada por qualquer choro dele (cansaço, sono, irritação), quando não dorme a noite (porque aconteceu algo durante o dia), quando vomitava (porque eu tinha ficado com preguiça de tirar meu leite)... e por aí vai. Sinto falta de alguém que fale: não se preocupe, você é uma ótima mãe. A insegurança me persegue, mas respiro fundo e penso que é natural no desenvolvimento nosso como mãe.
    Resumindo: tenho certeza que você é uma ótima mãe, e se errou foi tentando fazer o melhor para a Sandrinha. Não sinta culpa por nada. Só de ter um blog, estudar, tentar aprender o máximo possível já demonstra mais cuidado do que 90% das mães que eu conheço. Beijão

    ResponderExcluir
  2. 1 - Vocês duas são mães de primeira.
    2 - Não há noticia de criança que tenha morrido de choro ou de sono... só é MUITO desagradável pois a natureza programou vocês e nós para tentar agir em caso de sons na frequência do choro... Não se irritem conosco nem consigo mesmas nesses casos, tá todo mundo buscando a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  3. Queridos amigos. Obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
  4. Vdd!! Samos maes e queremos q tudo de certo p nossos filhos!! E eu tambem me sinto assim mas quando vejo o sorriso da minha princeza!! Isabella vejo q vale a pena passa por tudo isso pq assim como eles nos tambem acabamos aprendendo o verdadeiro sentido do amor de mae!!! Parabens pra nos maes!!! E força pra continua com a graça de deus!!!'

    ResponderExcluir

Obrigada por participar do blog!
Quer contar sua história? Me mande um email
fabianaeisenmann@gmail.com