20130914

Como desligar o choro - O método Havey Karp

Raros são os pais que nunca enfrentaram crises de choro de bebês pequenos. E quem já enfrentou mais de uma sabe o quão difícil pode ser enfrentá-la. Somos programados para agir, fazer algo para acalmá-los, mas muitas vezes nada parece funcionar e a vovó logo diz, é cólica!!

Nessas horas imagine se pudessemos dar beijinho, apertar o botão de desligar e ter de volta aquele bebê calminho.  Segundo o pediatra americano Harvey Karp, os bebês novinhos possuem esse "botão"! Ele  batizou de "calming reflex" o termo em inglês significa reflexo calmante. Em seu livro e DVD traduzido para o português como "O bebê mais feliz do pedaço" ele ensina como ativar o reflexo.

Já há algum tempo quero escrever sobre esse livro lindo. Me foi recomendado por minha amiga Ana Carolina, que morou em Nova York (onde todos conhecem o livro), quando eu estava totalmente exausta com a Sandra bebezinha que tinha crises de choro. Infelizmente ou melhor felizmente, quando o livro chegou ela já estava com quase três meses e já estava dormindo a noite inteira. Li algumas coisas, não pude por nada em prática e guardei para o próximo bebê.

Se você está grávida ou tem um bebê com menos de três meses eu super recomendo que leia o livro ou pelo menos assista ao DVD. As dicas são muito úteis e me ajudaram muito a ter um bebê calmo e tranquilo. O autor estuda os bebês que sofrem de cólica desde a década de 80 e aborda com muita propriedade dicas para acalmar os bebês que choram muito.

Nessa hora você já deve estar se perguntando o que é o reflexo calmante? É um dos reflexos que os bebês dentro da barriga e recém nascidos tem e que quando ativado os ajuda a acalmar e adormecer.

Segundo o autor, se os bebês não tivessem diversos reflexos para se manterem calmos dentro do útero a gestação não chegaria ao fim.  Defende a teoria de que os humanos, por causa de seu grande cérebro, nascem antes do tempo, e que nos primeiros três meses os bebês estão mais para fetos do que para bebês e portanto são tão facilmente acalmados quando imitamos as características do útero. É o que, no Brasil, foi denominado teoria da exterogestação. O autor diz que o bebê precisaria de mais três meses dentro da barriga da mãe o que no livro ele se refere como 'quarto trimestre' ou o 'trimestre que falta' (nos países de língua inglesa eles dividem os 9 meses de gestação em 3 trimestres). Considera importante que o bebê tenha uma transição suave de feto na barriga da mamãe para bebê e por isso slings e camas compartilhadas acalmam os bebês.

Harvey Karp vai mais além, diz que muitos dos choros que pensamos ser cólica, são na verdade, saudades de casa, leia-se útero pois é onde o bebê morava. A ausência dessas características que tanto acalmam os bebês os faz chorar.

E como é lá dentro? Quais as características que encontramos na barriga da mamãe?

1- Barulho - O fluxo sanguíneo nas veias, o coração batendo, os intestinos funcionando, a voz da mãe, das pessoas em volta, as músicas etc. Uma constante sinfonia.
Pesquisadores colocaram um microfones dentro do útero de mães em trabalho de parto e constataram que o volume é bem alto, mais alto que um aspirador de pó, cerca de 80 decibéis.

2- Movimento constante- Mesmo quando a mãe dorme, ela se mexe, respira, se vira e com isso o bebezinho lá dentro também.

3- Contato - O líquido aminiótico, a placenta, o útero. Dentro da barriga o bebê é constantemente massageado e tocado.

4- Apertado- Por isso o bebê fica na famosa posição fetal e facilmente consegue chupar o dedo como vemos em muitos ultrassons.

Agora você deve estar pensando o que essas características tem a ver com o reflexo calmante. Tudo a ver! Segundo o médico é imitando as condições do útero que acessamos o tão sonhado botão de desliga. Ele ensina como ativar o reflexo calmante.

Como bom americano ele denominou "5 's'". São eles:

Shhhh - É aquele barulho que fazemos com a boca do tipo pedir silêncio. No método encantantadora de bebês é citado e ajuda os bebê a se sentirem em casa. Para funcionar bem tem que ser feito tão alto quanto o choro e perto do ouvidinho do bebê. Isso porque sabe aqueles 80 decibéis lá de cima? Os recém nascido não ouvem assim tão alto, eles tem fluido nos ouvidos e ainda não ouvem o som como nós.

Swinging (balançando) - É instintivo, não é? Mesmo sem perceber as mãe balançam os bebês assim que começam a chorar. A dica aqui é mantenha o ritmo e balance com vigor, como num balanço de bebê ou como no filme. Veja abaixo.

Swaddling (embrulhado) - Lá na barriga da mamãe é bem apertado, dessa maneira o bebê recebe "abraço" constante que contém seus movimentos bruscos e os acalenta. Embrulhar no cueiro imita essa sensação. Além disso os impede de se distrair com os braços e pernas descontrolados e possa prestar atenção no Shhh e no balanço. Para que seja eficiente, o bebê deve ser embrulhado bem apertado, como na maternidade para que não consiga liberar os bracinhos.

Side/ Stomach (lado/ barriga) - Estando apertadinhos e em posição fetal, a barriga do bebê nunca fica descoberta e desprotegida. Virá-los de bruços ou de lado pode ajuda a acalmá-los. * Como a maneira mais segura de se por os bebês para dormir é de barriga pra cima, vire-o após adormecer pois reduz o risco de SMSI.

Sucking (sucção) - Na barriga os bebês conseguem chupar o dedo, fora, não. Mas sugar ao seio será uma das melhores maneiras de os acalmarem. Em culturas primitivas os bebês são carregados em slings e mamãm centenas de vezes por dia, já na nossa sociedade isso não é possível, mas o uso da chupeta pode ser de grande valia. Ele sugere que a chupeta seja usada no máximo até o sexto mês.

Obs. Muito importante!!! Cuidado especial para não superaquecer o bebê. Prefira um algodão fininho como pano de fralda para usar de cueiro se estiver calor ou se for usar um tecido mais grosso deixe o bebê apenas de fralda.
Veja o post Como saber se seu bebê está com frio 

Veja também
Sinais de cansaço
Sabia que bebê chora de sono?
Sobrecarga









4 comentários:

  1. Fá... escrevi em outro lugar, mas como não sei se você lê tudo, repito: Dá uma procurada no livro, "Crianças Francesas não fazem manhã" - tem dicas legais sobre seu tema. Bj

    ResponderExcluir
  2. Acabei de ler, por recomendação sua. Sensacional Obrigada! Farei post sobre ele em breve. bj

    ResponderExcluir
  3. Gente... antes de ler este artigo achei que meu pai estava louco e que ele hipnotizava minha filha.... rsrsrsrs... mas na verdade, sem saber ele estava usando essa técnica... pois ele enrolava ela todinha... deixava ela bem próxima ao corpo dele, balançava de forma suave mas bem firme e fazia um barulho no ouvido dela... como se fosse um mantra de meditação.... hummmmmmmm... era incrível, menos de 2 minutos ela estava calma e dormindo! Ainda bem que o vovô estava aqui nos primeiros 15 dias, rsrsrs!!!!

    ResponderExcluir
  4. Minha filha tem tres meses esta babando muito e chupanfo os dedos nao consegue dormir vchora bastante socorro , com esse calor como vou embrulha la como no video ! Socorro

    ResponderExcluir

Obrigada por participar do blog!
Quer contar sua história? Me mande um email
fabianaeisenmann@gmail.com